Eduardo

Lilypie Fifth Birthday tickers

Rodrigo

Lilypie Second Birthday tickers

23 de out de 2009

Dois casos engraçadinhos

Caso 1:
Ontem estávamos deitados na cama do papai e da mamãe todos os três. Dudu estava no meio de nós. Resolvemos beijá-lo nas bochechas. Papai na bochecha direita e mamãe na bochecha esquerda. Eduardo estava ADORANDO! Morrendo de rir. Quando paramos o pequeno nos enlaçou pelo pescoço e começou:
- Beija todo mundo!!!!
E nós o beijávamos...
- Beija todo mundo
E ele ganhando beijos...
- Beija todo mundo! .....
E assim foi até que soltou:
- Todo beija mundoooooo!!!!!
Não conseguimos parar de rir!!!
Caso 2:
Eduardo odeia cortar as unhas, principalmente as dos pés. É necessário montar um estratagema de guerra! Vovó segura no colo, abraça bem apertadinho e com um dos braços segura bem firme a perna que terá as unhas do pé cortadas. Enquanto isso, mamãe senta no chão, pega o cortador de unha e segura firme o pé da criança. É sempre assim. Devido ao fato de ser extremamente difícil para todos os envolvidos costumo cortar as unhas dos pés a cada 15 dias ou um pouco mais.
Hoje estava no dia. Então comecei com a psicologia:
- Filho, vamos cortar a unha. Lembra que a gente combinou? Vai ficar bonzinho, né? Não precisa chorar...
- Não mãaaaaaaaeeee. Cota unha pé não......
- Oh filho, precisa. Tá grande, tá suja, eca, olha.
E de repente, não mais do que de repente, Eduardo pega uma bermuda dele que estava em cima da cama, joga sobre os pés e responde:
- Cotá não ó. Acabô pé. Pecisa não.
Apesar do esforço para esconder os pés mamãe não se deu por vencida e hoje ele foi pra escola com os pés lindos de unhas cortadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quero saber o que você pensa